• Bruna Alencar

Nada de Refrigerante para as Crianças


Por volta do ano de 2008, eu estagiei em uma escola creche como professora de educação física. Um certo dia, uma das pedagogas da área da creche faltou e precisavam de outra professora para substituí-la, adivinhem quem foi tapar o buraco? Isto mesmo, sempre a professora de educação física, pois é!


Lá estava eu lavando o bumbum sujo dos pimpolhos e colocando eles para dormir, mas o que me deixou mais assustada não foi o fato das fraldas melequentas, mas sim das suas lancheiras. Isto mesmo, era crianças, bebês de 3 anos a menos e sabe o que achei na primeira lancheira que abri para alimentar um dos pequenos? Uma daquelas mini latas de refrigerante e um mini pacote de salgadinho. Isto não me deixou apenas assustada, mas com raiva, em pensar que pais poderiam fazer isto com seus filhos, dei uma conferida nas outras lancheiras e fiquei mais assustada ao constatar que na maioria havia ou refrigerante ou sucos industrializados nelas.


Sabemos que colocar um refrigerante e um pacote de salgado na lancheira é rápido, e sabemos também em qual mundo estamos vivendo, sabemos o quão rápido ele se movimenta e o quanto o dia é corrido para todos nós, mas nada deveria ser mais importante que a saúde dos seus filhos. Ou não?



Se você é mãe, pai, avô, avó, irmãos mais velhos... Não dê refrigerante para as crianças, seu sistema imunológico, físico estão passando por um processo bem complexo de amadurecimento, sem contar que crianças copiam as pessoas mais próximas ao seu redor, isto se tornará um hábito para elas, caso você seja alguém que não deixa faltar a bebida na sua geladeira.


Com tais hábitos não só a obesidade surge - a que tem sido mais comum neste período da vida. Confira minha publicação sobre Obesidade aqui - e com ela diversas outras doenças, incluindo a Diabetes Melito tipo 2. Imagina esta doença prejudicando a infância de seus filhos!

Claro, já fui criança e me davam para beber de vez em quando, mas hoje são outros tempos e o conhecimento está a nosso favor. Se eu sei que uma coisa não é boa, porque eu iria querer algo assim para meus filhos?



Sem contar que temos um terrível vilão quanto a dificuldade que será quando seu filho te pedir um gole: a mídia. As propagandas que colocam crianças, adolescentes em seus comerciais tomando refrigerante como se eles fizessem parte de uma refeição saudável no almoço ou na sua ceia de natal. Mas lembre-se, não é saudável!


Crianças de abaixo de 5 anos não deveriam ingerir nem um gole de bebidas açucaradas carbonatadas, as ditas refrigerantes. E não se enganem com sucos de caixinha (são piores), e nem com bebidas energéticas. E acima desta idade, o consumo deve ser muita moderação ou nenhum!




Se você ama, você cuida!


Referências:


AUDAIN, Keiron; LEVY, Louis; ELLAHI, Basma. Sugar-sweetened beverage consumption in the early years and implications for type-2 diabetes: A sub-Saharan Africa context. Proceedings of the Nutrition Society, 2019.


BUCHER DELLA TORRE, Sophie; KELLER, Amélie; LAURE DEPEYRE, Jocelyne; et al. Sugar-Sweetened Beverages and Obesity Risk in Children and Adolescents: A Systematic Analysis on How Methodological Quality May Influence Conclusions. Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics, v. 116, n. 4, p. 638–659, 2016.


FIORITO, Laura M.; MARINI, Michele; MITCHELL, Diane C.; et al. Girls’ Early Sweetened Carbonated Beverage Intake Predicts Different Patterns of Beverage and Nutrient Intake across Childhood and Adolescence. Journal of the American Dietetic Association, v. 110, n. 4, p. 543–550, 2010.


PIAGGIO, Laura R. Sugar-sweetened beverages and sports sponsorship. The right to health of children and adolescents at stake. Archivos Argentinos de Pediatria, v. 117, n. 1, p. E8–E13, 2019.


  • alencar-facebook
  • alencar-instagram
  • alencar-youtube

© 2019 - Bruna Alencar: Exercícios Físicos e Saúde. Todos os direitos reservados. Site desenvolvido por ADX.